BEIJA-FLOR


BEIJA-FLOR
Autor: Arnoldo Pimentel

Vi um beija-flor beijando a flor
Mas não vi seus olhos
Estavam depois da ponte
Desde ontem

Vi seus olhos através da vidraça
Vidraça desenhada pela lembrança
Mas não tinha o beija-flor
Não tinha nem uma flor para lhe beijar com amor

Vi um beija-flor atravessando a ponte
Para enfeitar sua tarde
Sua tarde de sol cálido
Doce e ávido

Vi um beija-flor ávido de amor
Do seu amor
E nem mesmo o bilhete que deixei pra você
Na janela, colado à vidraça, ele levou

2 comentários:

  1. Obrigada Arnoldo pela sua atenção e carinho.
    Lindo poema!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo!
    Vc sempre gentil em seus poemas. Encantador.

    ResponderExcluir