'AMOR ETERNO'

Lembra-te que és pó.
E em poema te tornarás.
A vida foi absorvida
Na imensabilidade do universo,
Não há mais caminho
Apenas o silêncio perpétuo
Da força fatal e cega
Do amor eterno.
Chega o ultimo frio
É a brisa com seu canto
Dolente e sacro..
Mas o amor ainda palpita
Na eternidade
Sossegando o coração
Nos braços do bem amado..
Autor; Janildes

3 comentários:

  1. Poema muito lindo Jane, parabéns e feliz fim de semana,tudo de bom pra você,beijos.

    ResponderExcluir
  2. O meu reino da noite gostaria de te oferecer um selinho para o teu blog fantástico! :)

    Podes copiar o selo e ver as regras AQUI.

    Beijinhos e tudo de bom *

    ResponderExcluir
  3. Tem selos de presente pra você em meu blog
    http://ventosnaprimavera.blogspot.com
    na postagem EU E O IPÊ, passe lá e pegue, beijos

    ResponderExcluir